Veículos seguros com a manutenção em dia

veículos

Veículos seguros com a manutenção em dia

A fiscalização sob a responsabilidade do departamento de trânsito está presente em diversos momentos na vida de um proprietário de um carro, uma moto ou um caminhão. As condições estruturais dos veículos são verificadas de forma visual, em um primeiro momento.

Caso sejam apresentadas avarias ou situações que não sejam apropriadas para o veículo circular, ele pode ser recolhido para um pátio e o motorista ou proprietário receber uma multa.

O retorno para o trânsito pode ser permitido apenas após passar por uma oficina mecânica e aprovação de empresas especializadas. Elas emitem um laudo de vistoria e indicam que está tudo dentro dos conformes, segundo as diretrizes do Código de Trânsito Brasileiro.

Manutenção em veículos deve ser programada

Para não passar por problemas mecânicos nas ruas e estradas, é preciso programar antecipadamente uma manutenção preventiva e, se possível, fazer todos os consertos necessários para garantir um trânsito mais seguro.

Um dos pontos a serem verificados é a condição que se encontram os pneus. Caso apresente algum desgaste que pode provocar derrapagem, é preciso substituir o quanto antes, em uma loja especializada.

A troca dos pneus leva a um outro serviço: a verificação da geometria e balanceamento do veículo. São dois itens que devem ser realizados quando se percebe um desgaste maior em uma banda dos pneus, tanto os dianteiros quantos os traseiros, assim como do lado esquerdo ou lado direito de um carro.

Assim, é possível ajustar diversos pontos e reduzir problemas que podem resultar em mais gastos e até mesmo no consumo de combustível.

Os serviços estão relacionados a:

  • Ajuste de ângulos das rodas;
  • Redução de vibrações e trepidações;
  • Alinhamento do volante;
  • Menor desgaste de pneus.

O alinhamento de rodas aumenta a vida útil dos pneus, pois ele estará em uma posição correta em relação ao solo. O conforto na dirigibilidade aumenta, assim como a sensação de trepidação reduz consideravelmente em relação aos passageiros.

A estabilidade do veículo aumenta, tornando os trajetos urbanos e as longas viagens mais seguras. Além disso, a autonomia do veículo aumenta, economizando combustível e melhorando o desempenho dos pneus, principalmente em pistas molhadas em dias de chuva.

Quanto ao balanceamento carro, o objetivo é reduzir as trepidações que o veículo apresenta, principalmente quando supera a velocidade de 60 km/h. O desgaste do pneu também é menor, pois o automóvel não tende para a direita ou para a esquerda.

Vale ressaltar que, a frenagem do carro pode ser realizada de maneira mais segura, pois a direção do veículo está condicionada de maneira correta.

Tecnologia empregada em veículos de carga

Quando o assunto é segurança veicular, é preciso lembrar que o trânsito é formado por diversos elementos, como pedestres, ciclistas, carros, motos, caminhões e ônibus. Cada um deles possui uma tecnologia apropriada em toda a estrutura, da motorização à carroceria e lataria.

No caso dos veículos de carga, um ponto essencial é a frenagem, ainda mais quando estão muito carregados. Adaptando uma tecnologia que era exclusiva de trens, o freio pneumatico caminhao faz parte da estrutura desde meados da década de 1950.

Portanto, não é uma tecnologia nova, mas que vem recebendo cada vez mais atenção quando há uma evolução que pode ser aplicada nos caminhões novos, que chegam às estradas promovendo mais segurança tanto para os motoristas profissionais quanto para terceiros.

Esse é um ponto que deve passar por uma manutenção preventiva constante, evitando qualquer atraso na frenagem ou quando for necessário paradas bruscas.

Documentação apenas em autoescolas registradas

Por falar em motoristas profissionais, quando alguém busca a 1 carteira de habilitacao deve procurar as autoescolas que estão devidamente registradas junto ao departamento de trânsito municipal e estadual.

As aulas devem acontecer dentro de veículos próprios, de acordo com a categoria que está sendo aprendida, sendo:

  • A para motociclistas;
  • B para veículos até 7 passageiros;
  • C para carretas até 6 toneladas;
  • D para vans e ônibus;
  • E para caminhões articulados.

A profissionalização de motoristas e motociclistas depende de pontos específicos, que devem ser verificados junto ao Código de Trânsito Brasileiro e nos centros de formação de condutores, ou autoescolas.

Poder público distribui documento gratuitamente

O inchaço de veículos nos grandes centros urbanos proporciona trânsito e diminui o número de vagas de estacionamento público.

Para atender determinados motoristas, uma das soluções apresentadas foi a emissão de cartao do idoso DSV (Departamento de Operação do Sistema Viário) acima de 60 anos distribuído por prefeituras municipais.

Disposto sobre o painel do veículo, é possível estacionar em vagas selecionadas, tanto em ruas e avenidas, quanto em estacionamentos privados, como supermercados, shopping centers e outros estabelecimentos comerciais, como restaurantes e farmácias.

Estando com a documentação em dia, é possível garantir um trânsito seguro para todos os envolvidos. A manutenção do veículo também é importante, protegendo motoristas e os passageiros.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *