Carteira de motorista para carro: como ter uma?

carro habilitação

Carteira de motorista para carro: como ter uma?

O carro ou qualquer outro automóvel é utilizado para a condução de pessoas ou cargas e também é um símbolo de status e reconhecimento na sociedade atual. Por isso também é o sonho de consumo de muitas pessoas.

Para além disso, o carro é um veiculo de transporte que permite a mobilidade de uma forma mais rápida, simples e segura. Ademais, por ser de uso particular, também proporciona ao proprietário uma liberdade maior de ir e vir.

Licença para dirigir um carro

A aquisição do veiculo é apenas uma etapa, pois para sua condução é necessário ter a CNH – Carteira Nacional de Habilitação.

Também conhecida como carteira de motorista, esse é um documento obrigatório que permite que o cidadão possa realizar a condução de veículos automotores como carros, motos, caminhões e outros.

Para isso, é necessário possuir alguns requisitos como:

  • Ter mais de 18 anos;
  • Saber ler e escrever;
  • Possuir carteira de identidade;
  • Possuir CPF próprio.

A atual CNH possui foto, número do RG e CPF, filiação e demais informações referente ao motorista, por isso também é um documento que, no Brasil, pode ser utilizado como identificação da pessoa ou cidadão.

Auto Escola

Mesmo tendo os requisitos citados acima, o cidadão precisa conhecer as leis e signos do transito, além de saber como conduzir o veiculo para ter a habilitação.

Por isso é preciso realizar o curso em instituições especializadas no ensino desta área, as chamadas auto escola.

Na auto escola o aluno faz as aulas teóricas e práticas além dos teste que o habilita a ser um condutor. Além dos testes de conhecimento específicos, o aluno é submetido há alguns testes médicos para analisar se ele é capaz de realizar tais atividades.

As auto escolas são responsáveis não apenas por habilitar as pessoas a realizar o ato de dirigir, mas também de promover a cultura de um trânsito responsável e seguro.

Categorias

No Brasil, a CNH possui algumas categorias que servem para designar quais ou qual tipo de veiculo o motorista possui permissão ou é habilitado para condução. Atualmente existem cinco categorias:

  • Categoria A – carteira de motorista de motos;
  • Categoria B – carteira de motorista de automóveis;
  • Categoria C – carteira de motorista de caminhão;
  • Categoria D – carteira de motorista de ônibus e vans;
  • Categoria E – carteira de motorista de veículos com unidade acoplada.

Assim, para cada caso é necessário realizar o curso referente à categoria pretendida.

Adicionando categorias à carteira

Há situações que permitem a inclusão de categorias. Neste cenário, quando a pessoa possui a categoria A pode incluir a categoria B e as pessoas que já possuem alguma das categorias que não seja a A, podem realizar a sua inclusão.

Esse processo é também conhecido como adição de categoria CNH vencida ou não. No caso de carteira vencida é necessário regularizar a situação para depois realizar a inclusão.

Além desse há alguns outros requisitos como:

  • Precisa possuir a carteira de motorista;
  • Estar com a situação regular (sem ser cassada ou suspensa pelos órgãos reguladores);
  • Realizar a inclusão no mesmo município que fez a CNH.

Cuidado e responsabilidade com o carro

Após ser habilitado e possuir um veículo para condução, alguns cuidados são bem importantes para manter a segurança no trânsito.

Um desses processos é a vistoria veicular que precisa acontecer com periodicidade e tem a função da manutenção preventiva.

Ou seja, serve para verificar se o carro está em condições de uso e circulação nas vias públicas e se não apresenta nada que precisa ser alterado ou arrumado.

A vistoria ocorre também em processos de venda ou compra de veículo, no qual é preciso realizar a transferência do automóvel.

Antes de começar os processos burocráticos, a checagem da condição do veículo é importante para assegurar a segurança de ambos os lados no processo de compra e venda.

Atualmente, a vistoria é realizada pelo Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) ou empresas designadas por ele, as empresas credenciadas de vistorias. Após a vistoria, o responsável técnico realiza o laudo de transferência que autoriza a transação do veículo para uma outra pessoa.

Após essas etapas a compra e transferência ocorrem com segurança e garantia a todos que participaram da transição. Além de garantir que o trânsito continuará seguro, pois o carro não apresenta irregularidades.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *