A regularização do documento do veículo

veículo

A regularização do documento do veículo

Comprar um veículo é algo que muitas pessoas desejam fazer um dia. A vontade de ter um automóvel para uso particular pode ser por questões de conforto, evitar o uso de transporte público ou por oportunidades de trabalho.

Para que o momento de ter o carro seja só alegria e felicidade, se preparar é muito importante.

Antes de fazer a compra é fundamental pesquisar os modelos nas fábricas e concessionárias são formas de saber dos preços e assim eleger algum que esteja dentro dos padrões do seu orçamento financeiro.

Ter um planejamento financeiro para a aquisição do carro é um modo de ter este bem sem contrair um endividamento.

Um automóvel precisa de cuidados estéticos, revisão, acessórios, estacionamento, combustível e documentação.

Estes são custos fixos que podem ter variação com o decorrer do tempo.

Por isso, a organização financeira é importante para garantir todos os cuidados de forma simples e eficiente, além de evitar dores de cabeça com dívidas.

Parte estética do veículo

Carros e motos chamam muita atenção pelo seu design.

Um serviço que consegue ressaltar a beleza é o de vitrificação de pintura moto é uma técnica que tem como objetivo proteger a pintura com a aplicação de um produto especial no veículo, criando uma camada muito resistente que atua na proteção.

As vantagens da vitrificação se resume em aumento do efeito brilhoso do carro, reduz os custos com a pintura, evita a degradação da cor original, entre outros benefícios.

A relevância de regularização dos documentos veiculares

Dispor de um veículo é algo vantajoso no dia a dia, agregando praticidade no transporte e permitindo mais chances de trabalhar.

Uma questão importante para dirigir com segurança e evitar problema é regularizar anualmente a documentação do veículo.

O CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento Automotivo) é um documento que possui o número de registro do veículo que tem validade em todo o território nacional.

Esta documentação precisa ser renovada anualmente, sendo que este procedimento é obrigatório para conseguir dirigir.

O documento é emitido e gerenciado pelos órgãos de trânsito CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) e DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito).

No momento de renovar o CRLV é muito importante que o motorista não tenha nenhuma infração de trânsito, ou seja, a famosa multa.

Existe uma classificação de infrações com pontuações que ajudam no controle:

  • Leve (3 pontos);
  • Média (4 pontos);
  • Grave (5 pontos);
  • Gravíssima (7 pontos).

Com possibilidade de multiplicação dependendo da infração cometida. A renovação só é possível mediante o pagamento das multas.

Ao atingir 20 pontos, a CNH é suspensa, fator que impede o direito de dirigir. Uma maneira de conseguir reaver a suspensão é com o recurso de pontos na carteira para tentar anular esta decisão.

O motorista deve apresentar uma defesa por escrito em um período de 30 dias para o órgão de trânsito.

Caso a medida for recusada é possível tentar uma segunda instância no CETRAN (Conselho Estadual de Trânsito) que pode dar uma resposta no primeiro recurso.

A CNH (Carteira Nacional de Habilitação) é outro documento fundamental para os motoristas dirigirem os seus veículos e deve ser renovado a cada 5 anos.

Acessibilidade para os deficientes no trânsito

No entanto as pessoas com deficiência podem dirigir e ter a sua independência. Procurar uma auto escola para deficientes auditivos, por exemplo, é uma forma de conseguir tirar a CNH.

Contudo as auto escolas têm obrigação de ter um intérprete de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), profissional, que auxilia o indivíduo em todas as fases até o momento de obter o documento.

Além disso, caso da acessibilidade para deficientes é algo obrigatório por lei. Sendo assim as autoescolas, CFC’s (Centros de Formação de Condutores) e locais onde são realizados os exames práticos devem ter um intérprete de LIBRAS para acompanhar a pessoa.

É muito importante que os estabelecimentos possam garantir vários tipos de acessibilidade:

  • Arquitetônica;
  • Atitudinal;
  • Nas comunicações;
  • Natural;
  • Programática;
  • Instrumental;
  • Metodológica.

Com os recursos de acessibilidade, as pessoas com deficiência podem desenvolver as suas atividades com qualidade, segurança e principalmente tendo autonomia.

Um curso de direção defensiva é muito importante para a formação dos condutores.

Já no CFC o instrutor ministra algumas aulas com conteúdos com peças publicitárias e vídeos para criar a conscientização nos alunos.

Portanto, os processos de regularização de documentos e cuidados estéticos com os veículos são o segredo para conseguir dirigir com segurança, conforto e qualidade.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *